Sobre Nós

a Marca

A Ana Moreira Jewellery é uma marca de joalharia contemporânea que valoriza a ideia do tempo. O projeto surgiu em 2010 (ainda como Ana Moreira®) e tinha o propósito de dar vida a peças únicas, unindo matérias primas inesperadas à prata, segundo um processo de experimentação. Passados quase 10 anos, e depois de um necessário percurso evolutivo, o conceito da marca reinventa-se, redefinindo os papéis de matéria e processo, através do conceito de upcycling.

A sua obra é o seu processo. A autora busca novos materiais todos os dias. Trazer um novo olhar sobre o conceito de lixo, faz com que materiais sejam reaproveitados e olhados de uma nova forma. Faz parte do processo da autora imergir em pesquisas, histórias e narrativas diversas, que se transformam em processos criativos num manual único, onde cada peça tem pormenores que as fazem exclusivas.

Os colares e os alfinetes são os elementos chave da marca, que no seu próprio conceito de experimentação, acabam por evoluir por meio do processo. Partindo de uma ideia inicial, a peça vai-se desenvolvendo seguindo um fluxo orgânico que acompanha toda a sua execução, criando assim uma ressignificação natural de cada produto.

Os contrastes entre cores, entre o brilho e o mate, e o claro e escuro são presentes e mesclam-se com texturas, volumes e outras formas. As joias não são apenas joias e muito menos simples adornos. Elas transformam-se em obras de arte. Uma forma de expressão, tanto para a

artista que a cria como para a pessoa que a usa. E é aí que ela adquire toda a sua plenitude, exposta num corpo que lhe dá vida.

BIOGRAFIA ANA MOREIRA

Ana Moreira, são as mãos talentosas por detrás da marca Ana Moreira Jewellery. Ana encontrou na joalharia contemporânea, a expressão artística que sempre aspirou e tanto amou ao longo da vida.

As artes sempre fizeram parte da sua história, mas o grande interesse na área das ciências levou-a a seguir outra paixão: a Medicina Dentária, profissão onde conseguiu conciliar a estética, a manualidade e a saúde.

Sem nunca abandonar a paixão pelas artes, praticou pintura, escultura, fotografia e modelagem em porcelana fria, sempre com muita curiosidade. Tudo que envolvesse uma componente manual e artística despertava um olhar curioso da sua parte. Foi então, que em meados de 2008, teve finalmente a oportunidade de experimentar a joalharia, o que mudaria o rumo da sua vida.

Nos anos de 2008 a 2011 estudou na Escola de Joalheiros Contacto Directo e na Escola de Joalheiros Contacto de Autor, onde aprendeu a dominar a técnica e aperfeiçoou os métodos tradicionais da joalharia. Posteriormente continuou o seu percurso frequentando diversos workshops, seminários e conferências de joalharia e outras áreas complementares como ilustração (2009) e fusing (2012), até que em 2012 estudou no CINDOR (Centro de formação Profissional da Indústria de Ourivesaria e Relojoaria).

Em 2010 registou a sua marca de joalharia em Portugal como Ana Moreira®. Em 2019 obteve o seu registo de Marca da União Europeia, como Ana Moreira Jewellery®.

A continuidade e o processo sempre foram palavras chave na carreira de Ana, caracterizada por uma imensa vontade de experimentar e unir técnicas e conceitos que aprendeu ao longo da vida. Devido a essa contínua curiosidade, sempre soube que a joalharia clássica não seria o único caminho a seguir, dada a sua grande vontade de criar peças alternativas, que pudessem ser obras de arte com significado.

De forma natural, a vontade de criar uniu-se à filosofia da sustentabilidade que sempre esteve presente na sua vida pessoal, com as práticas de reaproveitamento e consumo consciente. Foi então que o upcyling, conceito de reutilização criativa, ganhou espaço e sentido na marca homónima, dando vida a joias cheias de história que mesclam a prata e matérias primas inesperadas.

ANA MOREIRA JEWELLERY E O UPCYCLING

A Ana Moreira Jewellery é uma marca de joalharia contemporânea que valoriza a ideia do tempo. Surgiu em 2010 com o propósito de dar vida a peças únicas, unindo matérias primas inesperadas à prata, segundo um processo de experimentação. Passados 10 anos, e depois de um necessário percurso evolutivo, o conceito da marca reinventa-se, redifinindo os papéis de matéria e processo através do conceito de upcycling.

O conceito do upcycling tem como chave o reaproveitamento criativo, onde a ideia principal é reutilizar materiais que seriam potencialmente desperdiçados, prolongando a sua vida e dando sentido prático a um dos principais pilares da sustentabilidade – o reaproveitamento.

Num mundo onde as fontes de energia e matéria prima são esgotáveis, o upcycling surgiu como uma nova forma de criar a partir de produtos que seriam descartados, reduzindo consequentemente o consumo de novas matérias primas no universo da moda, uma das indústrias que mais produz resíduos no planeta.

Aliado e parte da Economia Circular, o upcycling (que é o processo de fazer novos produtos com material reutilizado) garante que matérias que não podem ser recicladas tenham utilidade, sempre explorando a ideia de uma nova função criativa.

Diferente da reciclagem, no upcycling não é necessária a utilização de processos industriais para a criação desses novos produtos e, por isso, é um complemento essencial para a redução da produção de lixo e consequentemente os impactos negativos que este gera no planeta.

Apesar de não ser uma ação maioritariamente nova, o conceito em si surgiu na década de 90 e solidificou-se em 2002, quando os primeiros teóricos começaram a dar nome e utilizar o termo, ao mesmo tempo que as noções de sustentabilidade começaram a ter expressão.

Na Ana Moreira Jewellery, o upcycling surge a partir das experimentações da artista com a prata e outros elementos reaproveitados, como têxteis, madeiras de móveis/objetos antigos, vidros e qualquer outro objeto que já tem a sua história e pode ser reutilizado agregando valor às peças da marca.